Anticoncepcional

Pílula

É comum durante o planejamento de uma cirurgia plastica as mulheres apresentarem dúvidas sobre o uso de alguns medicamentos, inclusive o anticoncepcional. Geralmente, os anticoncepcionais podem aumentar as chances de uma pessoa ter uma trombose. Por isso a relação entre anticoncepcional e cirurgia plastica pode causar preocupações nas pacientes.

Estudos científicos revelam que o hormônio da pílula interfere no sistema circulatório da mulher de diversas formas. O composto aumenta a dilatação dos vasos, a viscosidade do sangue e, consequentemente, a coagulação. Com essas alterações as chances de formação de coágulos nas veias são maiores.

Exames Laboratoriais

“A atitude mais prudente do cirurgião plástico é não suspender o uso do anticoncepcional, caso a paciente faça uso do mesmo, como forma de precaver possíveis riscos de trombose no período de pós-operatório ou logo após a recuperação”, esclarece o Dr. Fábio Cesconetto.

O uso de anticoncepcional pode aumentar o risco, devido aos hormônios contidos nas pílulas. Sendo assim, somente após avaliar o caso de cada paciente, checando o seu histórico de saúde e também através de exames laboratoriais, o médico poderá suspender ou manter o uso do anticoncepcional por um determinado tempo antes da cirurgia.

Decisão

Saber ou não se você deve parar de tomar o anticoncepcional é uma pergunta que deverá ser respondida pelo seu cirurgião plástico. Embora, os riscos de complicações existam, cabe ao cirurgião plástico avaliar todo o contexto da paciente para tomar a melhor decisão.

“Lembre-se que você não deve parar de tomar o anticoncepcional por conta própria, pois o fluxo da menstruação pode atrapalhar o procedimento e dificultar a recuperação”, adverte o Dr. Cesconetto.

Deixe seu comentário