clinica-de-cirurgia-plastica-em-sao-paulo-dr-fabio-cesconetto-redução-de-mama

Redução de mama com prótese de silicone. Parece estranho?

A cirurgia plástica de redução de mama (mamoplastia redutora) pode ou não ser colocada uma prótese de silicone. No entanto, esse é um recurso que pode ser usado pelo cirurgião plástico para conseguir mais projeção na cirurgia das mamas.

Na mamoplastia é retirado tecido mamário, que pesa na mama, montado um seio menor. Na maioria dos casos, não se faz necessário a prótese de silicone. Só é colocado por fim estético, ou seja, se a mulher quiser ter um colo mais realçado por um período muito mais prolongado e ter uma projeção das mamas melhor e por mais tempo.

No caso de a paciente optar em levantar a mama após a realizar uma mamoplastia redutora com a prótese de silicone, durante a cirurgia plástica é retirado um excesso de pele e tecido mamário em quantidade maior do que o retirado na mamoplastia redutora clássica.

Neste caso a mama não é montada, mas preenchida. O tamanho das próteses de silicone usadas costuma ser um pouco menor do que são utilizados na mamoplastia de aumento. Assim, consegue-se reduzir os seios mantendo-se uma forma e projeção adequadas.

Vale lembrar que a decisão é da paciente e cabe ao cirurgião plástico orientar sobre a necessidade da prótese de silicone, visto que em alguns casos o próprio tecido mamário dá um volume adequado e suficiente para manter a mama levantada e esteticamente bonita.

Cirurgião Plástico Dr. Fabio Cesconetto | CRM 77757
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 16670

Clínica de Cirurgia Plástica em São Paulo
(11) 94545.4212 | (11) 3253.7831 | (11) 3288.4744
Segunda a Sexta 12 às 21 horas
Alameda Santos, 211 Cj. 1611 | Jardim Paulista | SP
(Paralela Av. Paulista | Próximo Estação de Metrô Brigadeiro)
Cirurgia Plástica em São Paulo | Cirurgião Plástico em São Paulo

Gostou desse Post?

Curta | Comente | Compartilhe

Leia nossos últimos Post´s

CLINICA-DE-CIRURGIA-PLASTICA-EM-SAO-PAULO-DR-FABIO-CESCONETTO--REDUÇÃO-DE-MAMA-21.09.21

Você sabe o que é a gigantomastia?

O termo gigantomastia é utilizado para definir as hipertrofias mamárias gigantes, que ultrapassam os volumes convencionais. Muitas vezes, o excesso de mamas é um problema grave que afeta o dia a dia das mulheres.

Este excesso de mamas pode ser classificado em quatro graus (pequeno, moderado, grande e a gigantomastia) de acordo com o tamanho e o peso dos seios. O caimento também é classificado em quatro graus – o primeiro é normal e o último, o mais grave, é quando o posicionamento do mamilo fica abaixo da dobra da mama.

Em algumas situações, outras doenças podem ser desenvolvidas por causa dos seios muito grandes como: problemas na coluna, hérnias, baixa autoestima e até depressão. Nesses casos, a cirurgia plástica de redução das mamas é a melhor indicação para corrigir este excesso, proporcionando à paciente um conforto imediato.

A cirurgia plástica é indicada para todas as mulheres que têm excesso de mamas, inclusive em adolescentes. Geralmente é importante esperar a idade entre 16 e 18 anos para garantir o desenvolvimento completo dos seios.

Porém muitas mulheres que desejam engravidar e amamentar optam por terem filhos primeiro. Pois dependendo da técnica cirúrgica utilizada, poderá afetar a amamentação.

A técnica da cirurgia plástica é utilizada para reduzir e reposicionar as mamas, retirando todo o excesso de gordura, pele e tecido glandular. Também é feito o remodelamento dos seios, alcançando o seu formato mais natural.

Mas a extensão e o formato da cicatriz variam de acordo com cada caso. Tudo vai depender da quantidade de tecido retirado e das características da paciente. Por isso a técnica só é definida após uma consulta médica completa, quando são avaliadas as particularidades anatômicas, composição da mama, quantidade de redução desejada, preferências pessoais e aconselhamento do cirurgião plástico.

Com a realização da mamoplastia de redução as pacientes se sentem muito mais felizes e recuperam a sua autoestima. A maioria das mulheres para de ter dores nas costas, pescoço e ombros que antes eram causadas devido ao volume excessivo dos seios.

É frequente também irritações da pele devido atrito da pele da mama com o abdômen e o incômodo da marca do sutiã no ombro devido pressão da alça.

É importante seguir as orientações médicas no pós-operatório, principalmente nos cuidados ao levantar os braços acima dos ombros.

Cirurgião Plástico Dr. Fabio Cesconetto | CRM 77757
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 16670

Clínica de Cirurgia Plástica em São Paulo
(11) 94545.4212 | (11) 3253.7831 | (11) 3288.4744
Segunda a Sexta 12 às 21 horas
Alameda Santos, 211 Cj. 1611 | Jardim Paulista | SP
(Paralela Av. Paulista | Próximo Estação de Metrô Brigadeiro)
Cirurgia Plástica em São Paulo | Cirurgião Plástico em São Paulo

Gostou desse Post?

Curta | Comente | Compartilhe

CLINICA-DE-CIRURGIA-PLASTICA-EM-SÃO-PAULO-DR-FABIO-CESCONETTO-REDUÇÃO-DE-MAMA-23.06.21

Qual a diferença entre mastopexia, mamoplastia de aumento e mamoplastia redutora?

A mastopexia, ou lifting de mama, é uma cirurgia plástica que reposiciona a aréola e tecido mamário, removendo excessos de pele e comprimindo o tecido restante para dar um novo contorno para os seios.

Muitas vezes os seios mudam com o tempo, perdendo sua forma e firmeza, podendo ter como causas a gravidez, amamentação, oscilações de peso, envelhecimento ou hereditariedade.

Além disso, a aréola pode se tornar alargada ao longo do tempo, e a cirurgia plástica pode reduzi-la ao tamanho anterior. É uma boa alternativa para rejuvenescer os seios, deixando-os com uma aparência mais firme.

A utilização de próteses de silicone ou não deverá ser analisada individualmente com o cirurgião plástico.

A cirurgia de aumento de mama, ou mamoplastia de aumento, utiliza próteses de silicone para dar volume e melhor forma aos seios ou restaurar o volume mamário perdido após perda de peso ou gravidez.

A mamoplastia redutora, ou redução de mama, é uma cirurgia de remoção do excesso de gordura, tecido glandular e pele dos seios, para deixá-los em um tamanho proporcional ao seu corpo, aliviando problemas causados por eles, que podem ser emocionais, relacionados a autoestima, ou físicos, causando problemas na coluna por conta do excesso de peso.

Cirurgião Plástico Dr. Fabio Cesconetto | CRM 77757
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 16670

Clínica de Cirurgia Plástica em São Paulo
(11) 94545.4212 | (11) 3253.7831 | (11) 3288.4744
Segunda a Sexta 12 às 21 horas
Alameda Santos, 211 Cj. 1611 | Jardim Paulista | SP
(Paralela Av. Paulista | Próximo Estação de Metrô Brigadeiro)

Gostou desse Post?

Curta | Comente | Compartilhe

CLINICA-DE-CIRURGIA-PLASTICA-EM-SAO-PAULO-DR-FABIO-CESCONETTO-REDUÇÃO-DE-MAMA-17.05.21

Gigantomastia: seios grandes prejudicam a postura.

Enquanto muitas mulheres realizam o sonho de ficar com os seios maiores e mais visíveis, outras sofrem com o tamanho excessivo das mamas. A gigantomastia é o termo técnico para definir a hipertrofia mamária, caracterizada quando o volume ultrapassa as medidas convencionais.

Muitas mulheres apresentam sintomas físicos, como dores nas costas e alterações na coluna vertebral. Para determinar se a paciente possui gigantomastia são usados vários parâmetros de análise, como o peso, altura, largura do tórax e estrutura osteomuscular. Além disso, são levadas em consideração as queixas relacionadas à postura incorreta, distúrbios respiratórios, aspecto deformado das mamas e problemas psicológicos.

Entre as causas da gigantomastia estão os distúrbios glandulares, menopausa precoce, hipertrofia virginal ou puberal, diabetes, aspectos hereditários, distúrbios emocionais, obesidade e hipertrofia após a gravidez.

O tratamento para o problema é a correção por meio de intervenção cirúrgica. A plástica tem como objetivo reduzir o volume, deixando as medidas em harmonia e equilíbrio. A cirurgia ainda é benéfica para a coluna, as costas e reduz as dores causadas pelo peso excessivo.

A principal vantagem da cirurgia plástica é o resultado imediato, já que após a operação é possível visualizar a redução do tamanho das mamas. A intervenção ainda proporciona o remodelamento dos seios, melhorando o seu formato.

De acordo com o estado de saúde da paciente, os critérios de segurança e a indicação médica é possível associar a redução mamária a outros procedimentos cirúrgicos, como a lipoaspiração. A técnica utilizada para reduzir as mamas varia conforme o caso e as necessidades da paciente.

No pós-operatório é indicado o uso de um sutiã especial, que não possui armações de metal, enchimentos ou costuras duras. O sutiã não pode apertar a região e deve ser o mais confortável possível, já que ele deverá ser usado por um mês durante o dia e para dormir. Esse sutiã pós-cirúrgico deve ser indicado pelo cirurgião plástico.

Os movimentos com os braços devem ser leves e após três semanas a paciente volta, de forma progressiva, as suas atividades normais. É normal os seios ficarem inchados, sensíveis e com manchas avermelhadas, que somem naturalmente com o passar do tempo.

Cirurgião Plástico Dr. Fabio Cesconetto | CRM 77757
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 16670

Clínica de Cirurgia Plástica em São Paulo
(11) 94545.4212 | (11) 3253.7831 | (11) 3288.4744
Segunda a Sexta 12 às 21 horas
Alameda Santos, 211 Cj. 1611 | Jardim Paulista | SP
(Paralela Av. Paulista | Próximo Estação de Metrô Brigadeiro)

CLINICA-DE-CIRURGIA-PLASTICA-EM-SAO-PAULO-DR-FABIO-CESCONETTO-REDUÇAO-DE-MAMA-14.05.21

Redução de mama: quando é ideal realizar essa cirurgia plástica?

A cirurgia plástica para redução de mama, também conhecida como redução mamária ou mamoplastia de redução, é um procedimento que diminui o tamanho e o volume dos seios, oferecendo uma sensação de alívio para a mulher que se incomoda com o peso das mamas.

Isso ocorre porque, com a cirurgia plástica, é retirado o excesso de gordura, de tecido e de pele, deixando a região mais leve. Nesse processo, o mamilo é reposicionado. Desta forma, os seios ganham um formato mais equilibrado e proporcional ao corpo.

Ter seios muito grandes pode fazer com que as mulheres passem por situações constrangedoras ou mais sérias, que envolvem problemas de saúde e emocionais.

Escolher o sutiã certo é um desafio, achar uma camisa de botões que sirva é complicado, esbarrar involuntariamente os seios nas pessoas ou nas coisas é cotidiano. Mas além disso, existem outros fatores que podem atrapalhar o dia a dia. Usar um top para atividades físicas é sufocante, correr pode ser muito dolorido e o peso das mamas faz com que os ombros se curvem, prejudicando todo o equilíbrio do corpo.

Essas e outras situações podem causar sentimentos de inadequação, tristeza, frustração e até condições mais graves como a depressão devido à baixa autoestima.

A hipertrofia mamária em adolescentes é uma condição em que as meninas desenvolvem seios muito grandes na puberdade, que ficam desproporcionais em relação ao resto do corpo.

Numa fase de intensas transformações, essas garotas são alvo de piadas de mau gosto e comentários cruéis a respeito de sua aparência. Além disso, têm a dificuldade de encontrar roupas que sirvam, ao mesmo tempo em que é um desafio participar de atividades físicas. Sem falar nas dores nas costas, nos ombros e nos seios.

O ideal, nesses casos, é que se espere a formação completa dos seios para que seja feita a cirurgia plástica, o que ocorre por volta dos 17 anos. Dependendo do caso, pode ser realizado antes disso, mas a família deve ser informada da possibilidade de fazer uma nova cirurgia plástica posteriormente, caso as mamas continuem a crescer.

A mamoplastia redutora com implante de silicone ajuda a dar forma e volume, ao mesmo tempo em que reduz o tamanho dos seios. Existem outras cirurgias plásticas que podem ser realizadas para obter o efeito desejado, associadas ou não com a redução de mama.

A lipoaspiração, por exemplo, pode funcionar para quem tem apenas excesso de gordura. Já a mastopexia tem a capacidade de levantar os seios. A escolha depende de uma avaliação clínica criteriosa, que envolve o exame da qualidade da pele (tônus e elasticidade), para verificar qual a indicação correta.

Cirurgião Plástico Dr. Fabio Cesconetto | CRM 77757
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 16670

Clínica de Cirurgia Plástica em São Paulo
(11) 94545.4212 | (11) 3253.7831 | (11) 3288.4744
Segunda a Sexta 12 às 21 horas
Alameda Santos, 211 Cj. 1611 | Jardim Paulista | SP
(Paralela Av. Paulista | Próximo Estação de Metrô Brigadeiro)