clinica-de-cirurgia-plastica-em-sao-paulo-dr-fabio-cesconetto-botox

Toxina botulínica ou ácido hialurônico?

Como em todo tratamento estético, o segredo do sucesso é o bom senso estético do médico e a cautela na quantidade de produto. Entre os maiores riscos da toxina botulínica estão o exagero na dosagem e a aplicação em regiões erradas, que pode resultar em pálpebra caída, de congelamento das feições, e em assimetria, isto é, um lado ficar diferente do outro.

Como o ácido hialurônico pode ser aplicado em três densidades (alta, média e baixa), além de uma análise rigorosa das regiões necessitadas de preenchimento, fazer a escolha certa do tipo de produto é crucial. Por exemplo: um vinco nasogeniano [área entre nariz e boca] muito pronunciado é preenchido com ácido hialurônico de média densidade, mas para a sustentação das bochechas se deve utilizar ácido hialurônico de alta densidade.

Outro cuidado importante para manter a naturalidade é aplicar em menores quantidades e em mais sessões, para que o efeito seja gradativo, evitando, assim, o risco de um resultado exagerado.

O ácido hialurônico tem alto poder de hidratar a cútis e estimular o colágeno, dois mecanismos potentes para prevenir sinais da idade. Já a toxina botulínica tem alto poder preventivo, já que a paralisação muscular que ela provoca impede a contração da região, evitando assim a formação de novas rugas.

Para as rugas dinâmicas o recomendado é a aplicação toxina botulínica, pois o procedimento tem o objetivo de deixar o músculo relaxado e estático. Para as rugas estáticas o preenchimento facial é o melhor método estético para tratá-las. O objetivo é encher os vincos e sulcos, preenchendo assim a profundidade deles, deixando-os mais rasos.

Cirurgião Plástico Dr. Fabio Cesconetto | CRM 77757
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 16670

Clínica de Cirurgia Plástica em São Paulo
(11) 94545.4212 | (11) 3253.7831 | (11) 3288.4744
Segunda a Sexta 12 às 21 horas
Alameda Santos, 211 Cj. 1611 | Jardim Paulista | SP
(Paralela Av. Paulista | Próximo Estação de Metrô Brigadeiro)
Cirurgia Plástica em São Paulo | Cirurgião Plástico em São Paulo

Gostou desse Post?

Curta | Comente | Compartilhe

CLINICA-DE-CIRURGIA-PLASTICA-EM-SAO-PAULO-DR-FABIO-CESCONETTO-ACIDO-HIALURONICO-21.05.21

Entenda as diferenças entre toxina botulínica e ácido hialurônico.

A toxina botulínica e o ácido hialurônico são dois dos procedimentos mais comuns para combater os sinais do envelhecimento no rosto. Os procedimentos têm resultados distintos e podem ser complementares em alguns casos.

Na hora de optar por um ou por outro, o cirurgião plástico avalia o método mais adequado para cada paciente dependendo do motivo das rugas, linhas de expressão ou outros fatores estéticos.

Hoje em dia está muito banalizado aplicar sem critério nenhum. Os pacientes devem procurar apenas profissionais qualificados pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica ou pela Sociedade Brasileira de Dermatologia para realizar os procedimentos.

O médico especialista poderá avaliar o caso de cada paciente e indicar o tipo de tratamento adequado. É comum levar em conta quatro fatores antes de se decidir o melhor procedimento estético. Observa-se a pele, a camada de gordura, a musculatura e o estado dos ossos na região.

Enquanto a pele costuma ser tratada com laser, o ácido hialurônico pode ser indicado quando há perda óssea ou de gordura, e a toxina botulínica para correções no músculo.

A toxina botulínica costuma durar de quatro a seis meses, dependendo do produto utilizado, da quantidade, e das características de cada paciente. Em músculos que trabalham muito, a duração é menor do que naqueles que ficam em repouso.

Essa regra também vale para o ácido hialurônico, mas os resultados são mais duradouros. Enquanto os menos concentrados duram de 12 a 15 meses, os produtos com maior concentração podem chegar a durar dois anos.

Outra diferença é que a reaplicação do ácido ocorre em doses menores. Já a toxina botulínica, para manter o efeito, precisa ser reaplicado por completo, e o tempo mínimo de espera entre uma aplicação e outra costuma ser de quatro meses.

Em alguns casos, o ácido hialurônico e a toxina botulínica podem ser recomendados para um mesmo tratamento. E é preciso tomar cuidado para não exagerar. A chave de tudo é pensar mais nas expressões e movimento e muito menos em remover todas as rugas. É mais importante um olhar descansado do que nenhuma ruga ao redor do olho, por exemplo.

Cirurgião Plástico Dr. Fabio Cesconetto | CRM 77757
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 16670

Clínica de Cirurgia Plástica em São Paulo
(11) 94545.4212 | (11) 3253.7831 | (11) 3288.4744
Segunda a Sexta 12 às 21 horas
Alameda Santos, 211 Cj. 1611 | Jardim Paulista | SP
(Paralela Av. Paulista | Próximo Estação de Metrô Brigadeiro)

clinica-de-cirurgia-plastica-em-sao-paulo-dr-fabio-cesconetto-toxina-botulinica-09.01.21

Rejuvenescimento facial: toxina botulínica e ácido hialurônico.

Os primeiros sinais de envelhecimento da pele começam a aparecer por volta dos 25 anos de idade. Isso acontece quando, além do processo natural, provocado pela idade, ocorre a aceleração da ocorrência de flacidez e surgimento de rugas e manchas.

Rugas na testa e ao redor dos olhos, acentuação no sulco entre a boca e o nariz, queda das sobrancelhas e excesso de pele embaixo do pescoço são alguns dos sinais que surgem e desagradam as pessoas, principalmente, as mulheres. Preenchimento com ácido hialurônico e aplicação da toxina botulínica são ótimos para melhorar a pele.

A toxina botulínica possui propriedades que ajudam a inibir a contração dos músculos e estimulam o relaxamento da musculatura. Para o rejuvenescimento facial, a toxina botulínica é uma das técnicas mais importantes, indicada para minimizar as marcas de expressão mais avançadas ou para quem deseja prevenir os sinais do tempo na pele, por exemplo, pés-de-galinha nos cantos dos olhos, linhas horizontais na testa e nas bandas do músculo platisma, o popular pescoço de peru.

O tratamento é realizado com a aplicação de quantidades muito pequenas da substância nos músculos subjacentes. O número de aplicações necessárias vai depender de vários fatores, como as características faciais e a extensão das rugas do paciente.

Em geral, a aplicação demora cerca de 15 minutos e os efeitos começam a aparecer em torno de 7 a 14 dias depois. A técnica costuma fazer efeito por, em média, três a seis meses, desaparecendo gradativamente, enquanto a ação dos músculos vai retornando.

No entanto, se as aplicações forem realizadas em intervalos regulares, o músculo enfraquece e os efeitos passam a durar mais tempo. O procedimento para rejuvenescimento facial pode ser repetido várias vezes, conforme o paciente desejar e a indicação do cirurgião plástico.

O ácido hialurônico é uma substância natural que possui muitos benefícios e está presente na camada cutânea. Ele fica entre as células, como um ‘cimento’ de coesão, e atua como fonte de nutrientes, fornecendo água, vitaminas e firmeza à pele.

Entretanto, com o tempo, nosso corpo perde essa substância e começam a aparecer a flacidez, as rugas e linhas de expressão. Aliás, esta é uma das substâncias mais simples e seguras no mundo dos tratamentos para rejuvenescimento facial.

A técnica de rejuvenescimento facial é utilizada para repor o volume em uma determinada parte do corpo para diminuir os sulcos profundos como as rugas. A aplicação pode ser feita no sulco nasolabial, ou o mais conhecido como bigode chinês, na região supra labial, nos lábios, na área das olheiras, no preenchimento de cicatrizes da face, contorno da mandíbula, entre outros.

A princípio, apenas uma sessão da aplicação é o suficiente para apresentar bons resultados. No entanto, se o paciente desejar, é possível fazer um retoque da substância. Aliás, o efeito começa a aparecer uma semana após a sessão, quando o inchaço da região tratada começa a diminuir.

O resultado não é permanente e dura em média 12 a 20 meses. Alguns estudos comprovaram que aplicações repetidas podem estimular a produção natural de colágeno no corpo, reduzindo o número de linhas e rugas.

Cirurgião Plástico Dr. Fabio Cesconetto | CRM 77757
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 16670

Clínica de Cirurgia Plástica em São Paulo
(11) 94545.4212 | (11) 3253.7831 | (11) 3288.4744
Segunda a Sexta 12 às 21 horas
Alameda Santos, 211 Cj. 1611 | Jardim Paulista | SP
(Paralela Av. Paulista | Próximo Estação de Metrô Brigadeiro)

CLINICA-DE-CIRURGIA-PLASTICA-EM-SAO-PAULO-DR-FABIO-CESCONETTO-TOXINA-BOTULINICA-11.12.2020

Toxina botulínica ou preenchimento facial? Entenda as diferenças.

Quando o objetivo é rejuvenescer o rosto, tanto a toxina botulínica quando o preenchimento facial são eficazes para tratar rugas, mas de formas diferentes. Antes de conhecer as particularidades de cada procedimento, é preciso entender os motivos pelos quais essas marcas surgem no rosto.

A atividade muscular, ligada aos movimentos faciais que repetimos no dia a dia (como o simples ato de contrair a testa, por exemplo) e o próprio envelhecimento natural da pele que, com o avançar da idade, deixa de produzir colágeno e elastina, essenciais para sua firmeza.

Para tratar o primeiro caso, as chamadas rugas dinâmicas, visíveis apenas quando o rosto está em movimento, a toxina botulínica é o procedimento mais indicado: isso porque a substância é capaz de paralisar o músculo que leva ao movimento constante de franzir a região do rosto.

É como se a toxina botulínica esticasse essa ruga, tratando o vinco que foi formado. Além disso, previne que novas marcas se formem ao longo do tempo.

Já o segundo cenário, decorrente da própria idade, é classificado como rugas estáticas, ou seja, que são visíveis mesmo com o rosto relaxado. Quando isso se torna um fator de incômodo, o ideal é apostar no preenchimento facial, que utiliza ácido hialurônico ou a gordura do próprio corpo para “ocupar” esse espaço dos vincos e sulcos que formam a ruga.

Vale ressaltar que os tratamentos podem se complementar, até porque, em alguns casos, pode acontecer de as rugas dinâmicas, quando não tratadas, se tornarem estáticas.

A toxina botulínica pode ser aplicada em torno dos olhos, na testa, em torno dos lábios, na calda de sobrancelhas caídas e até nas maçãs do rosto e na ponta do nariz, fazendo a elevação dele. Além disso, a toxina pode ser utilizada para a hiperidrose axilar, palmar e plantar (o suor excessivo em mãos, axilas e pés).

Já os preenchimentos injetáveis permitem dar volume a região facial. Ou seja, além de suavizar rugas, são indicados para aumentar lábios finos, melhorar contornos superficiais e até a aparência das cicatrizes.

O ácido hialurônico ainda hidrata a pele e estimula o colágeno da região em que foi aplicado, sendo um excelente ativo para suavizar os sinais da idade.
Nenhum dos dois procedimentos exige que a pessoa se afaste das atividades de trabalho ou lazer. No entanto, a exposição solar é proibida pelo tempo que o cirurgião plástico ou dermatologista determinar.

Os dois procedimentos têm resultado efetivo por cerca de seis a oito meses e já na primeira sessão é visível o resultado. É válido ressaltar que o tratamento não é definitivo. Entretanto, podem ser realizadas várias sessões que prolongam os benefícios.

Cirurgião Plástico Dr. Fabio Cesconetto | CRM 77757
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 16670

Clínica de Cirurgia Plástica em São Paulo
(11) 94545.4212 | (11) 3253.7831 | (11) 3288.4744
Segunda a Sexta 12 às 21 horas
Alameda Santos, 211 Cj. 1611 | Jardim Paulista | SP
(Paralela Av. Paulista | Próximo Estação de Metrô Brigadeiro)

clinica-de-cirurgia-plastica-em-sao-paulo-dr.-fabi-cesconetto-toxina-botulinica-e-acido-hialuronico

Toxina botulínica ou preenchimento com ácido hialurônico?

Dentre as técnicas que conseguem amenizar as rugas e as linhas de expressão, desde as mais superficiais até as mais profundas, estão a toxina botulínica e o preenchimento facial. No preenchimento facial, substâncias são injetadas na pele para preencher rugas, corrigir sulcos ou aumentar partes do rosto. O procedimento é seguramente realizado em consultório médico.

Já a toxina botulínica atua relaxando os músculos e é indicada para tratar as rugas formadas pelas expressões faciais. A toxina botulínica é aplicada na região que terá os músculos paralisados. A aplicação dura cerca de 10 minutos e a paciente está liberada para voltar às atividades habituais na mesma hora. O resultado é percebido após as primeiras 48 horas e pode perdurar por até oito meses.

A toxina botulínica é muito indicada no tratamento dos famosos “pés de galinha”. Quando sorrimos ou ficamos expostos à claridade, é bastante comum contrairmos os músculos do rosto, em maior ou menor grau, com o passar dos anos estas rugas podem tornar-se permanentes e formar os temidos pés de galinha.

A substância é aplicada na lateral dos olhos através da injeção do produto em alguns pontos. Age paralisando a musculatura neste ponto, evitando a contração desta região e abrindo a lateral dos olhos.

Com o passar do tempo, principalmente devido à idade, as sobrancelhas tendem a cair geralmente por causa da perda de volume no tecido gorduroso, já que as fibras de colágeno e elastina começam a se deteriorar. Para levantar o olhar, tanto a toxina botulínica, quanto o preenchimento facial podem ser usados. Porém, o mais comum é o emprego da primeira substância, porque os movimentos são feitos pelo músculo e ele pode mudar a posição da sobrancelha, relaxando os mesmos.

Linhas de expressão na testa são as conhecidas marcas de rugas, ou seja, elas ocorrem quando é feito o movimento muscular. Pessoas jovens de qualquer idade podem apresentar tais marcas.

Quando em estado inicial, só aparecem quando franzimos a testa. O mais indicado é a aplicação de toxina botulínica já que o objetivo é amenizar as rugas. Já nos casos de rugas mais acentuadas, indica-se o preenchimento facial, uma vez que as rugas já estão formadas e acentuadas.

Para amenizar olhares profundos e olheiras, o preenchimento facial é o procedimento mais indicado porque o objetivo é elevar esta região mais profunda, minimizando as olheiras

As rugas perilabiais, mais conhecida como “código de barras”, que aparecem acima dos lábios surgem principalmente por causa dos constantes movimentos na região dos lábios e se agravam com o avanço da idade já que a pele vai perdendo a elasticidade.

O tratamento mais indicado é o preenchimento facial, pois nesta área estão os músculos do sorriso e a toxina botulínica não é indicada, pois paralisa estes músculos. A substância é injetada diretamente nos sulcos, que são preenchidos. Essas rugas voltam a ter o mesmo alinhamento do resto da pele.

O preenchimento facial também pode ser feito nos lábios para criar uma aparência mais jovem ou nos sulcos das bochechas para reduzir uma aparência esquelética.

Normalmente, o bigode chinês ocorre pela perda de volume no tecido gorduroso, já que as fibras de colágeno e elastina começam a se decompor com o passar dos anos. O preenchimento facial é mais indicado, a toxina botulínica deve ser evitada em casos em que os músculos interferem no movimento da boca. Como se trata de uma dobra e não de um músculo, o ideal é fazer o preenchimento. A substância é injetada abaixo da superfície da pele, elevando o sulco e deixando a área sem marcas novamente.

Clínica de Cirurgia Plástica em São Paulo
Cirurgião Plástico Dr. Fabio Cesconetto | CRM 77757
(11) 94545.4212 | (11) 3253.7831 | (11) 3288.4744
Segunda a Sexta 12 às 21 horas
Alameda Santos, 211 Cj. 1611 | Jardim Paulista | SP
(Paralela Av. Paulista | Próximo Estação de Metrô Brigadeiro)