Loading

É importante também salientar que, de acordo com o Conselho Federal de Medicina, a lipoaspiração deve sempre ser realizada por cirurgiões plásticos habilitados. Verifique se o seu cirurgião tem título de especialista emitido pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Consulte no site www.cirurgiaplastica.org.br.

A lipoaspiração não deve ser realizada em consultórios e sim em hospitais devidamente equipados para intervir em qualquer intercorrência que porventura venha a ocorrer.

Verifique com o cirurgião plástico qual a sua recomendação quanto ao uso de hormônios (anticoncepcional ou reposição hormonal).

O anticoncepcional é um dos fatores responsáveis pelo desenvolvimento dos fenômenos tromboembólicos (trombose e embolia) e a suspensão do seu uso ou não, deve seguir a orientação do cirurgião plástico.

O cigarro é um dos principais responsáveis pelo aparecimento de complicações cirúrgicas. Acarretando problemas tanto durante a cirurgia plástica, quanto no pós-operatório. Dentre estas complicações, podemos citar pneumonia, trombose, embolia, necrose de pele, deficiência da cicatrização, abertura de pontos.

A suspensão do cigarro, para que diminua significativamente a chance destas complicações deve ser feita com 30 dias de antecedência da cirurgia plástica. O ideal que que a paciente não fume até o 30º dia de pós-operatório, pois neste período o fumo aumenta bastante a chance de queloides e cicatrizes hipertróficas.

Uma lipoaspiração não costuma apresentar dor intensa, desde que tomadas as medicações analgésicas prescritas e respeitadas as orientações de repouso e movimentações. A dor é mais intensa nos dois ou três primeiros dias melhorando gradativamente dia a dia.

A malha pós-cirúrgica deve ser justa, porém confortável. O ideal é a paciente experimentar a cinta antes de comprá-la, pois apesar de se retirar gordura na cirurgia, irá ocorrer inchaço. O tamanho ideal é aquele que fique confortável na paciente antes da cirurgia plástica.

Uma malha pós-cirúrgica muito apertada além de causar mais dor e desconforto, pode causar feridas, principalmente nos “flancos”, além de aumentarem a possibilidade de necrose de pele.

A malha pós-cirúrgica deve cobrir toda área operada. É recomendado o uso pelo período médio de trinta dias.

Cirurgião Plástico Dr. Fabio Cesconetto | CRM 77757
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 16670

Clínica de Cirurgia Plástica em São Paulo
(11) 94545.4212 | (11) 3253.7831 | (11) 3288.4744
Segunda a Sexta 12 às 21 horas
Alameda Santos, 211 Cj. 1611 | Jardim Paulista | SP
(Paralela Av. Paulista | Próximo Estação de Metrô Brigadeiro)

Shopping Basket