Loading

A lipoaspiração é um procedimento que só deve ser realizada por cirurgiões plásticos e em centro cirúrgico habilitado com anestesia.

A invenção dos termos “hidrolipo”, “mini lipo”, “lipo light” e outros tem um único propósito: burlar a resolução do Conselho Federal de Medicina e permitir que outros profissionais possam realizar cirurgias de lipoaspirações.

Para piorar a situação a “hidrolipo”, a “minilipo” e a”lipolight” são vendidas para a população como sendo procedimentos mais modernos, que não precisam de internação e que o paciente vai do consultório direto para o trabalho.

Na realidade, a lipoaspiração realizada em consultório é muito inferior. Além de infringir uma resolução do CFM, não fornece a segurança e o ambiente necessários para a realização de um procedimento cirúrgico, o paciente não é sedado, sentindo, na melhor das hipóteses, um incômodo durante todo o procedimento e muitas vezes é mais dispendiosa financeiramente pois tem que ser feita em várias etapas, uma vez que há limites de toxicidade na utilização de anestésicos locais.

Portanto, as técnicas chamadas de minilipo, hidrolipo, lipolight são apenas uma forma de lipoaspiração em que se retira menor quantidade de gordura. No fundo, apresentam as mesmas indicações e riscos. Não aceite ser operado(a) por médicos não especializados em cirurgia plástica sob a alegação de que estes procedimentos são mais simples, e por isso podem ser realizados por outros profissionais.

A lipoaspiração não deve objetivar o emagrecimento. Os melhores resultados são obtidos por aqueles pacientes que mantém o peso estável há algum tempo, mas apresentam aquela impertinente gordurinha localizada, apesar do controle da dieta e de exercícios regulares.

O paciente não deve fazer a lipoaspiração primeiro para depois resolver mudar seus hábitos alimentares e de atividade física. A área lipoaspirada não costuma acumular gordura novamente, o que pode causar irregularidades caso o paciente venha a engordar de novo.

Porém, nem toda paciente com gordura localizada é uma candidata à lipoaspiração. O grau de flacidez da pele pode ser um fator impeditivo. A flacidez traduz a redução, ou até mesmo a perda, da elasticidade da pele. Quanto maior a flacidez menor a elasticidade. A presença das famigeradas estrias também é um forte indicador de uma pele pobre em elasticidade.

Quando a flacidez da pele a lipoaspiração isolada deve ser evitada, sob pena de agravá-la. Nestes casos, a associação da lipoaspiração com a abdominoplastia deve ser considerada.

Cirurgião Plástico Dr. Fabio Cesconetto | CRM 77757
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 16670

Clínica de Cirurgia Plástica em São Paulo
(11) 94545.4212 | (11) 3253.7831 | (11) 3288.4744
Segunda a Sexta 12 às 21 horas
Alameda Santos, 211 Cj. 1611 | Jardim Paulista | SP
(Paralela Av. Paulista | Próximo Estação de Metrô Brigadeiro)

Shopping Basket