clinica-de-cirurgia-plastica-em-sao-paulo---dr.-fabio--cesconetto

Cirurgia plástica barata tem desconto na qualidade!

É comum encontrar preço reduzido para cirurgia plástica em clínicas populares. Constantemente o Cremesp – Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo, investiga essas clínicas que são classificadas como financiadoras ou intermediárias, isso porque elas agem intermediando a negociação entre a paciente e o cirurgião plástico, financiando a cirurgia plástica e visando o lucro.

A maioria dessas clínicas não possuem registro no Cremesp, atuam na ilegalidade e na clandestinidade. Esses estabelecimentos costumam indicar o cirurgião plástico que fará o procedimento, que é vinculado à “empresa”, segundo o Cremesp a prática é antiética e ilegal. A resolução 1836/2008 do Conselho Federal de Medicina proíbe o vínculo do médico com intermediadoras. O Código de Ética Médica determina que a medicina não pode, em qualquer circunstância ou de qualquer forma, ser exercida como comércio.

A forma de pagamento dessas clínicas é atraente para quem não tem condições de custear a cirurgia plástica. Nas intermediadoras os valores podem ser financiados em até 36 vezes no cheque, com juros. O paciente é influenciado a realizar mais procedimentos, mesmo sem indicação cirúrgica, para aproveitar o “financiamento”. Os valores estão relacionados a baixa qualidade da prótese de silicone, a qualidade da malha cirúrgica, que muitas vezes causam ferimentos e principalmente em realizar cirurgias plásticas em hospitais com baixo custo e sem U.T.I. O barato sai caro e muitas vezes se paga com a vida!

O bom cirurgião plástico atende em seu consultório particular e não em clínicas intermediadoras. Esse profissional respeita o código de ética e os órgãos competentes que regem a medicina em nosso país. Consulte o Conselho Federal de Medicina, o Conselho Regional de Medicina de sua cidade e a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Tags: No tags

Add a Comment

You must be logged in to post a comment