Prótese de Glúteo

“A técnica intramuscular proporciona resultados seguros e naturais”

A gluteoplastia é a cirurgia plástica que usa o implante de prótese de silicone para aumentar o tamanho e modelar o formato dos glúteos.

“O procedimento deve ser realizado em ambiente hospitalar, atendendo todas as normas de higiene e segurança”, explica o Dr. Fábio Cesconetto.

É realizada uma incisão com cerca de cinco centímetros na altura do cóccix, que fica entre os glúteos, e através desta são introduzidas as próteses de silicone de glúteo abaixo do músculo glúteo maior, numa posição anatômica. “Por ser um local de pouca visibilidade, exatamente entre as nádegas, é difícil observar a cicatriz”, ressalta o Dr. Cesconetto.

O paciente deve ficar internado por 24 horas. É aconselhável dormir de bruços por um mês, uma semana depois, já é possível sentar-se.

A rejeição às próteses é rara e nesse caso as mesmas devem ser retiradas. A complicação mais frequente é a abertura dos pontos no local da incisão. Após a cirurgia plástica de prótese de silicone de glúteo, a pessoa não poderá mais tomar injeção no glúteo. A agulha poderá causar cortes e comprometer a integridade da prótese de silicone. Além disso, a medicação seria injetada dentro da prótese de silicone, sem efeitos para o organismo. Outras áreas intramusculares podem ser utilizadas, como os braços ou as coxas.

Não é aconselhável, para dar volume aos glúteos, o uso de substâncias injetáveis. Uma vez no organismo, a substância poderá causar reações de rejeição, com processos inflamatórios graves e de difícil tratamento. Além disso, a substância pode migrar pelo organismo ou mesmo através da corrente sanguínea e atingir órgãos, podendo levar o paciente a óbito.

Técnica Intramuscular
A técnica intramuscular de implante de prótese de silicone no glúteo, proporciona resultados seguros e naturais. É importante a realização do descolamento abaixo do músculo glúteo máximo para evitar complicações do posicionamento da prótese de silicone no plano subcutâneo.

“A prótese é introduzida abaixo do músculo do glúteo não havendo a possibilidade de deslocamento ou sequer manuseá-la, como visto em vídeos nas redes sociais”, esclarece o Dr. Cesconetto.

Deixe seu comentário