Loading

A comunidade acadêmica começou a se preocupar com a relação entre as próteses de silicone e o câncer de mama. O linfoma anaplásico de grandes células, associado a prótese de silicone é um tipo raro que se desenvolve próximo ao implante mamário. O linfoma é tratável, também é importante notar que não se trata de câncer de mama.

O câncer de mama se desenvolve no tecido mamário e pode crescer, já o linfoma é formado no fluído que envolve os implantes mamários e é, na maioria dos casos, contido por uma cápsula fibrosa em torno deles.

Existem alguns fatores que podem estar relacionados ao desenvolvimento deste linfoma raro. A maioria dos especialistas atribui o desenvolvimento a exposição de longo prazo, a resposta inflamatória e a presença de bactérias. Tais fatores após um período prolongado podem provocar o sistema imunológico até um ponto em que as células possam se tornar cancerosas.

A doença está associada a implantes texturizados e não foi identificado casos em mulheres com implantes lisos. As mulheres quando identificadas com essa doença são tratadas com a remoção das próteses de mama e a capsula fibrosa em torno delas. As próteses de mama podem ser inseridas novamente após o tratamento completo e por liberação médica.

Cirurgião Plástico Dr. Fabio Cesconetto | CRM 77757
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 16670

Clínica de Cirurgia Plástica em São Paulo
(11) 94545.4212 | (11) 3253.7831 | (11) 3288.4744
Segunda a Sexta 12 às 21 horas
Alameda Santos, 211 Cj. 1611 | Jardim Paulista | SP
(Paralela Av. Paulista | Próximo Estação de Metrô Brigadeiro)

Gostou desse Post?

Curta | Comente | Compartilhe

Shopping Basket