Loading

É possível aumentar, reduzir, levantar e dar nova forma às mamas para ganhar um contorno mais sedutor na medida certa. A prótese de silicone tem por objetivo transformar e modificar o formato das mamas, visando torná-lo mais harmonioso e proporcional ao restante do corpo.

Os implantes podem ter finalidade de reconstrução mamária (para pacientes que tiveram câncer) ou estética (aumento do volume das mamas), utilizado com o propósito de corrigir imperfeições (assimetrias), melhorar o contorno e proporções do corpo.

Na hora da escolha, o cirurgião leva em consideração a estrutura corporal, biotipo, altura, distância entre tronco e quadril, proporção do tórax, estrutura óssea e formação original da mama.

Desta forma, será escolhido o volume adequado. O objetivo é que fique o mais natural possível. Ao adotar a técnica adequada, o resultado é satisfatório por tempo indeterminado.

A indicação de colocação da prótese na frente ou atrás do músculo peitoral varia de acordo com o tipo de mama da paciente. Se a mulher possui pouca glândula, comumente se põe atrás do músculo para que o implante não fique muito aparente.

Quando a paciente tem uma quantidade de glândula para cobrir satisfatoriamente o implante, coloca-se na frente do músculo. É importante uma anamnese na consulta, que é a investigação sobre a saúde do paciente, o histórico familiar de doenças, entre outros.

O implante de silicone não tem prazo de validade, mas atualmente existe um prazo de vida útil, ou seja, cada empresa através de estudos clínicos determina o tempo de duração do implante, geralmente está em torno de 10 anos. Através de avaliações periódicas, o cirurgião plástico determina a necessidade ou não de troca do implante.

A contratura capsular é uma espécie de rejeição ao implante. Isto é, o organismo reage formando uma cápsula ao redor do implante, mecanismo normal de defesa do corpo. Esse processo de contratura capsular causa dor, endurecimento e deformação da mama. Porém, os implantes são cada vez mais resistentes e com menor chance de complicação. Logo, os pós-operatórios também se tornaram mais simplificados.

Em caso de uma possível ruptura da prótese de silicone, não ocorre vazamento, pois o gel possui uma alta coesividade impedindo que o silicone se espalhe pelo corpo. É preciso seguir todas as orientações médicas para evitar complicações, além do mais qualquer problema ou anomalia procure imediatamente o médico.

Cirurgião Plástico Dr. Fabio Cesconetto | CRM 77757
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 16670

Clínica de Cirurgia Plástica em São Paulo
(11) 94545.4212 | (11) 3253.7831 | (11) 3288.4744
Segunda a Sexta 12 às 21 horas
Alameda Santos, 211 Cj. 1611 | Jardim Paulista | SP
(Paralela Av. Paulista | Próximo Estação de Metrô Brigadeiro)

Gostou desse Post?

Curta | Comente | Compartilhe

Shopping Basket