Loading

Os implantes de superfície lisa foram os primeiros a serem comercializados. Embora eles tenham sido usados por muito tempo, hoje em dia é muito mais comum os médicos optarem por alternativas.

A razão para isso é o fato de que a aderência entre esse tipo de prótese e o tecido mamário ser mais difícil. Além disso, o implante liso se move mais facilmente. Isso faz com que ele esteja mais sujeito a se deslocar, apresentar ondulações perceptíveis com a palpação das mamas e causar flacidez.

Com uma incidência alta de contratura capsular, muitas mulheres evitaram as próteses de silicone de superfície lisa. Por esse motivo, os fabricantes se empenharam para desenvolver novas tecnologias e tornar os implantes mais aderentes ao organismo, solucionando esse problema.

Os fabricantes desenvolvem as próteses com superfície texturizada. Elas são levemente ásperas ao toque, com uma granulação bem fininha. Assim, a textura facilita a aderência do implante ao tecido mamário do organismo e evita reações de rejeição.

Com essa tecnologia, a cicatrização dos tecidos internos se tornou mais simples e rápida. Dessa forma, os casos de contratura literalmente desapareceram, fazendo com que a maioria das pacientes tenha uma recuperação tranquila e um resultado duradouro.

Mesmo depois da prótese texturizada, os fabricantes continuaram investindo em outras tecnologias. Eles conseguiram fabricar próteses revestidas com uma fina camada de espuma de poliuretano, que funciona como uma espécie de velcro e consegue uma grande aderência ao tecido mamário.

Apesar de garantirem uma porcentagem muito baixa de rejeição, essas próteses têm também algumas desvantagens. Alguns cirurgiões plásticos relatam que a manipulação é um pouco mais difícil e exige uma incisão maior. O risco de que dobras nas bordas do implante fiquem evidentes, especialmente quando a paciente é mais magra, também existe.

É muito importante esclarecer as suas dúvidas na consulta com o seu cirurgião plástico e estar com um profissional qualificado, experiente, com RQE – Registro de Qualificação e Especialização em Cirurgia Plástica.

Cirurgião Plástico Dr. Fabio Cesconetto | CRM 77757
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 16670

Clínica de Cirurgia Plástica em São Paulo
(11) 94545.4212 | (11) 3253.7831 | (11) 3288.4744
Segunda a Sexta 12 às 21 horas
Alameda Santos, 211 Cj. 1611 | Jardim Paulista | SP
(Paralela Av. Paulista | Próximo Estação de Metrô Brigadeiro)

Shopping Basket