Loading

A mamoplastia redutora proporciona mais do que simplesmente mamas menores e naturais. Ela trará a você mais alívio físico e emocional, assim você se sentira mais livre nas suas atividades físicas, exercícios e na possibilidade de usar uma variedade maior de roupas.

É recomendável que se espere o fim do período de crescimento da mama. Gravidez e aleitamento podem afetar o tamanho e o formato das mamas, assim se você pretende amamentar no futuro, isso deve ser discutido com o cirurgião plástico. Esta cirurgia plástica, no entanto, não impede a amamentação.

Você pode ser uma candidata a mamoplastia redutora se você possuir alguma das condições abaixo:

Uma mama ser muito maior que a outra;

Mamas flácidas e pesadas com o mamilo muito baixo;

Mamas que são muito largas proporcionalmente ao corpo;

Há uma elevação ou depressão quando olhado de perfil;

Mamas que não sejam proporcionais ao seu corpo ou tamanho;

Dor nas costas pescoço e ombros causados pelo excesso de peso das mamas.

Se você só tem mamas caídas, flácidas e não quer diminuí-las, existem técnicas que elevam e dão firmeza, realçando o colo, através de uma única cicatriz vertical. Algumas técnicas propõem cicatrizes mínimas, de boa qualidade, e que resultam em cicatrizes horizontais pequenas ou ausentes. Mamas maiores necessitam cicatrizes maiores para obter uma forma ideal.

A escolha do cirurgião plástico é uma decisão muito importante. Você deve sempre escolher um cirurgião plástico especializado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Cirurgião Plástico Dr. Fabio Cesconetto | CRM 77757
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 16670

Clínica de Cirurgia Plástica em São Paulo
(11) 94545.4212 | (11) 3253.7831 | (11) 3288.4744
Segunda a Sexta 12 às 21 horas
Alameda Santos, 211 Cj. 1611 | Jardim Paulista | SP
(Paralela Av. Paulista | Próximo Estação de Metrô Brigadeiro)

A mamoplastia redutora proporciona mais do que simplesmente mamas menores e naturais. Ela trará a você mais alívio físico e emocional, assim você se sentira mais livre nas suas atividades físicas, exercícios e na possibilidade de usar uma variedade maior de roupas.

É recomendável que se espere o fim do período de crescimento da mama. Gravidez e aleitamento podem afetar o tamanho e o formato das mamas, assim se você pretende amamentar no futuro, isso deve ser discutido com o cirurgião plástico. Esta cirurgia plástica, no entanto, não impede a amamentação.

Você pode ser uma candidata a mamoplastia redutora se você possuir alguma das condições abaixo:

Uma mama ser muito maior que a outra;

Mamas flácidas e pesadas com o mamilo muito baixo;

Mamas que são muito largas proporcionalmente ao corpo;

Há uma elevação ou depressão quando olhado de perfil;

Mamas que não sejam proporcionais ao seu corpo ou tamanho;

Dor nas costas pescoço e ombros causados pelo excesso de peso das mamas.

Se você só tem mamas caídas, flácidas e não quer diminuí-las, existem técnicas que elevam e dão firmeza, realçando o colo, através de uma única cicatriz vertical. Algumas técnicas propõem cicatrizes mínimas, de boa qualidade, e que resultam em cicatrizes horizontais pequenas ou ausentes. Mamas maiores necessitam cicatrizes maiores para obter uma forma ideal.

A escolha do cirurgião plástico é uma decisão muito importante. Você deve sempre escolher um cirurgião plástico especializado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Cirurgião Plástico Dr. Fabio Cesconetto | CRM 77757
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 16670

Clínica de Cirurgia Plástica em São Paulo
(11) 94545.4212 | (11) 3253.7831 | (11) 3288.4744
Segunda a Sexta 12 às 21 horas
Alameda Santos, 211 Cj. 1611 | Jardim Paulista | SP
(Paralela Av. Paulista | Próximo Estação de Metrô Brigadeiro)

Shopping Basket